Wilde, this was not a fairy tale…

sábado 15 novembro 2008 às 12:37 am | Publicado em Uncategorized | 6 Comentários
Oscar Wilde em 1882, por Napoleon Sarony

Oscar Wilde em 1882, por Napoleon Sarony

Apesar de ter escrito mágicos contos de fada, definitivamente, a vida do escritor (ou melhor dizendo, do gênio)  britânico Oscar Fingal O’Flahertie Wills Wilde, ou simplesmente Oscar Wilde, was not a fairy tale. Eu aqui não direi o que ele passou: só ele próprio pode fazê-lo, com a devida fidelidade e riqueza de adornos.

As suas célebres citações estão espalhadas por quase toda boa mente que aprecia aforismos inteligentes e paradoxais. Recentemente, ganhei de uma amiga querida um livro que contém De Profundis, a longa e belíssima carta cheia de paixão e ressentimento escrita no cárcere e endereçada ao grande amor de sua vida. Ao começar a lê-la, percebi que lá estão algumas das mais belas (e desconhecidas) doutrinas do mestre, como, por exemplo…

Os deuses são estranhos: não é apenas dos nossos erros que eles se utilizam para atormentar-nos, mas levam-nos à ruína através daquilo que temos de bom, gentil, compassivo e terno.

Você sofre e quer compartilhar isso com alguém? Quer entender melhor o seu sofrimento? Quer ouvir uma voz suave e musical entoando lamentos com os quais você se identifique? Vivente nenhum terá conselho sábio. Escolha um lugar bonito e tranqüilo, convide Oscar Wilde para passar uma tarde com você lá e peça-lhe para que leia cartas dele em voz alta.

É o que venho fazendo constantemente, e, quando não a esqueço, constantemente sinto flores de girassol sobre a minha tristeza.

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.